segunda-feira, 28 de novembro de 2011

O falso Herói.

Quando era mais nova, lembro-me de rever os filmes e passar à frente as cenas más. Nalguns livros também. A crueldade perturbava-me. Perturba-me ainda. 
Continuo a passa-las à frente.
Aceito que o bom da história se transforme no vilão, mas recuso-me a compactuar. Desvio-me do caminho, dou-lhe licença de passagem. Que não me atormente.
Custa assistir à hipocrisia de alguém que julgávamos que fosse... 
o Herói. 

3 comentários:

Lena disse...

so sweet

Diogo Godinho disse...

A decepção subliminar da figura do herói.

Muito bem Olga.

Rita disse...

Pois...heróis temos muitos, mas nem todos são os "nossos heróis".
Muito bem visto Olga.