domingo, 6 de novembro de 2011

os amantes

Estamos quase no fim, amor.
Sim, ambos sabemos que o amor tem fim. 
Dei por ele quando a tua ausência 
não me desencantava tanto como a tua presença. 

3 comentários:

Ana Valente disse...

Gosto muito :)

Diogo Godinho disse...

Curto, simples, mas que diz muito.
Muito bom Olga. Continua a explorar esta tua poesia.

Lena disse...

acredita olga... foste tao subtil.. é muito agradavel e natural quando assim é... a maior parte das vezes é um soco no estômago